Pagina inicial Comunicados SER MOÇAMBICANO É

Ultimas noticias

SER MOÇAMBICANO É

SER MOÇAMBICANO É:

  1. Comer frango na praia.
  2. Não saber nadar e orgulhar-se dos 2 mil km de costa e praias lindas desta pérola do Indico.
  3. Guardar as cuecas velhas para polir o carro.
  4. Mandar lavar o carro na rua, ao domingo, enquanto bebe uma cerveja na barraca
  5. Ter pelo menos duas camisas traficadas da Lacoste e uma da Tommy (de cor amarelo-canário e azul-cueca).
  6. Tirar a cera dos ouvidos com a chave do carro ou com a tampa da esferográfica.
  7. Ser adepto de uma equipe da liga portuguesa de futebol e não ter problemas em exibir a bandeira e os simbolos do clube e de Portugal.
  8. Não ter problemas em urinar na via publica.
  9. Receber visitas e ir logo mostrar a casa toda.
  10. Enfeitar as estantes da sala com os presentes do casamento.
  11. Exigir que lhe chamem 'Doutor'.
  12. Exigir que o tratem por Sr. Engenheiro.
  13. Axaxinar o Portuguex ao eskrever.
  14. Já ter 'ido ao curandeiro'.
  15. Filhos baptizados e de catecismo na mão, mas nunca pôr os pés na igreja.
  16. Não ser tribalista, mas abrir uma excepção para com pelo menos uma tribo nacional.
  17. Ir de carro para todo o lado, aconteça o que acontecer, e pelo menos, a 500 metros de casa.
  18. Conduzir sempre pela faixa da direita da auto-estrada (a da esquerda é para os chapas).
  19. Cometer 3 infracções ao código da estrada, por quilómetro percorrido!!!
  20. Ter pelo menos dois telemóveis.
  21. Gastar uma fortuna no telemóvel mas pensar duas vezes antes de ir ao dentista.
  22. Gostar de ir a eventos culturais, mas se possivel não ter que pagar ou mesmo não se importar de comprar bilhete falso.
  23. Ter pelo menos duas amantes: uma casada com quem ja tem uma relação ha muitos anos e uma catorzinha, a quem patrocina, para impressionar os amigos.
  24. Ser mal atendido num serviço, ficar lixado da vida, mas não reclamar por escrito 'porque acha que não vale a pena e não se quer aborrecer'.
  25. Falar mal da FRELIMO enquanto é membro e com as cotas em dia, e do Governo esquecendo-se que votou nele.